14 de Março de 2017 às 16:27

Polícia Militar prende quadrilha de estelionatários e falsa juíza

Grupo da golpes em hotel e restaurante, além de prometer emprego para moradores de Lucas do Rio Verde

EMERSON DOURADO

No início da tarde desta terça-feira, 14, a polícia militar de Rondonópolis prendeu um grupo de seis pessoas, acusadas de aplicar golpes em estabelecimentos comerciais da cidade. Segundo a PM, uma integrante da quadrilha se passava por juíza de direito e estariam reunindo pessoas para trabalhar em suposta promessa de emprego. Eles foram identificados, como Almir Alves Vieira, 32, Anderson Santana Silva, 25, Fernando Alves Vieira, 67, Joel Liar de Santana, 47, Eurico Alves Vieira, 40 e Telma Aparecida Pereira, 32.

A ação das prisões foi comandada pelo Tenente João Melo, que apurou junto ao proprietário do hotel da cidade, onde o grupo de pessoas estavaTelma Aparecida Pereira, estaria se passando por juíza de direito e intimidando os donos dos estabelecimentos comerciais Foto: Emerson Dourado/GazetaMT hospedado em seu estabelecimento a mais de oito dias e ainda não haviam acertado parte das diárias. “Quando o dono do hotel foi cobrar as pessoas, ele foi hostilizado e naquele momento a mulher teria afirmado que era juíza e que ele iria se acertar com o advogado dela”, explicou.

Com a chegada da polícia, a suposta juíza simulou que estava passando mal e foi levada até a Santa Casa, pois alegava que estaria grávida. Após passar por uma avaliação da equipe médica do hospital, onde não foi constatado nenhuma gravidez ou doença. Ainda na unidade hospitalar, Telma tentou intimidar a ação dos policiais lhes dizendo que não poderia ser tocada, devido a sua condição juíza de direito.

Além da quadrilha de estelionatários, a polícia militar verificou que um grupo de 8 pessoas oriundas do Município de Lucas do Rio Verde, também estava hospedadas no hotel e que estariam sendo enganadas, com promessa de emprego em uma das supostas empresas de Telma Aparecida.

Além do hotel, a quadrilha também estava aplicando o golpe em um restaurante, próximo de onde estavam hospedados. Todos foram conduzidos para a 1ª delegacia de Rondonópolis e entregues a autoridade policial.