11 de Set. de 2018 às 14:56

IBGE prevê safra 6,2% menor que em 2017

Safra deve totalizar 225,8 milhões de toneladas, segundo 8ª estimativa do IBGE

Gazeta MT

A safra de cereais no país deve ser de 225,8 milhões de toneladas, 6,2% menor do que a obtida em 2017, de 204,6 milhões de toneladas. É o que indica a oitava estimativa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgada nesta terça-feira (11).

A área a ser colhida foi calculada em 61 milhões de hectares, redução de 159,8 mil hectares em relação a 2017.

Em relação à última estimativa, de julho, a produção caiu 0,4%, em 1 milhão de toneladas.

Grande parte da queda frente ao último levantamento corresponde ao milho segunda safra, que teve estimativa reduzida em 1,8 milhão de toneladas (ou 3,2%), segundo o IBGE. O plantio da segunda safra atrasou em boa parte dos estados por conta da demora na colheita das safras de verão e também da chuva, que dificultou a trânsito de máquinas nas lavouras.

O milho segunda safra é responsável por 68% da produção nacional. Em relação a 2017, a produção apresenta recuo de 19,6%.

Já a estimativa para a produção total de milho mostra recuo de 18,6% frente ao recorde obtido no ano passado, somando 81 milhões de toneladas.

Por outro lado, a produção de soja na safra 2018 atingiu mais um recorde na série histórica do IBGE, com uma colheita de 116,8 milhões de toneladas, aumento de 1,6% em relação a 2017.

Campeões de produção

O Mato Grosso é o líder na produção nacional de grãos, com uma participação de 26,6%, seguido pleo Paraná, com 15,8%, e Rio Grande do Sul, com 14,8%. Juntos, os três estados respondem por 57,2% da safra nacional.

Entre as grandes regiões, a Centro-Oeste registrou produção de 99,2 milhões de toneladas de cereais, leguminosas e oleaginosas, enquanto a região Sul teve 75,4 milhões de toneladas. A produção do Sudeste totalizou 22,78 milhões de toneladas; a do Nordeste, 19,6 milhões; e a do Norte, 8,9 milhões.

Em relação à safra passada, foi apurado aumento de 9,9% na região Nordeste e quedas de 6,3% no Centro-Oeste; de 10,2% no Sul; de 4,8% no Sudeste e 1,6% no Norte.

Metodologia

Feito mensalmente pelo IBGE, o Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPA) acompanha as safras dos principais produtos agrícolas. As informações são coletadas junto às Comissões Municipais (COMEA) e/ou Regionais (COREA); consolidadas em nível estadual pelos Grupos de Coordenação de Estatísticas Agropecuárias (GCEA) e posteriormente, avaliadas, em nível nacional, pela Comissão Especial de Planejamento Controle e Avaliação das Estatísticas Agropecuárias (CEPAGRO), constituída por representantes do IBGE e do Ministério da Agricultura, Pecuária e do Abastecimento (MAPA). Com informações do G1.