8 de Ago. de 2018 às 08:16

Coronel Sandro confirma candidatura com apoio de frentinha

Gazeta MT

De Rondonópolis, Sandro Barbosa, o coronel Sandro, confirmou sua candidatura a deputado federal em 2018.  O anúncio foi feito durante convenção partidária do PHS, partido que compões a chamada frentinha em busca de uma vaga na Câmara.

PHS, PSC e PTC se somam ao bloco formado por DEM, PSD, MDB, PDT e PMB que apoia a candidatura de Mauro Mendes -DEM ao Governo do Estado. Marinheiro de primeira viagem, Sandro já havia conversado com a coluna em maio início da caminhada, à época, rumo à pré-candidatura.

"Minha candidatura vem em um momento em que as pessoas de bem querem deixar o país", disse no dia 21 daquele mês. Há 20 anos junto à PM do Estado, o agora candidato defendeu a necessidade de atuação na frente política, imaginou um Congresso enxuto e pediu o fim do status de celebridade dado a boa parte dos parlamentares em Brasília.

Sobre segurança pública, se recusa a fazer a linha do "bandido bom é bandido morto", adotada por candidatos Mato Grosso afora, em especial os filiados ao PSL, do presidenciável deputado carioca Jair Bolsonaro -trupe convenientemente apelidada de bancada da bala-. "Sou cristão, não faço essa linha. O que defendo é um mudança no modelo penitenciário, na política de ressocialização (que hoje não é eficaz). Nós temos o volume de reincidências em crimes que mostram o quanto está errado o sistema atual. Defendo, sim, um trabalho mais amplo, que cubra os buracos da lei, que puna com mais rigor o criminoso reincidente, sem regalia", argumentou. "Hoje o modelo atual é uma perda de tempo e de energia".

Marinheiro de primeira viagem, Sandro garante campanha "pé no chão" e com pouco recurso.