11 de Ago. de 2017 às 18:00

Em entrevista, prefeito de Primavera do Leste chama judiciário de “bunda de criança”

Getulio Viana perdeu no Tribunal Superior Eleitoral –TSE por 5 votos a 2 e deverá perder mandato

Gazeta MT

Um dia após perder em decisão judicial proferida pelo Tribunal Superior Eleitoral -TSE, o prefeito de Primavera do Leste, Getúlio Viana, respondeu em duro tom. Em entrevista ao site de notícias RDNews, da capital do Estado, o ainda gestor chamou o judiciário de "bunda de criança".

"Judiciário é isso, é igual bunda de criança, não dá para confiar", disparou o socialista. Viana perdeu por 5 votos a 2 na instância maior, em Brasília. A defesa deverá, ainda, buscar reversão da sentença no Supremo Tribunal Federal -STF.

Até lá, o prefeito continua no cargo.

Entenda

Após oito adiamentos, o prefeito de Primavera do Leste, Getúlio Viana -PSB teve sua inelegibilidade confirmada pelo Tribunal Superior Eleitora -TSE, em Brasília. Por cinto votos a dois, os ministros da instância maior decidiram pela cassação do prefeito eleito em 2016. A decisão foi tomada no último dia 8.

Votaram pela inelegibilidade de Getúlio os ministros Rosa Weber, Edson Fachin, Alexandre de Moraes, Herman Benjamin e Tarcisio de Carvalho Neto. Os contrários foram Napoleão Nunes Maia e o relator Admar Gonzaga.

Viana responde por improbidade administrativa  proferida pelo Tribunal de Justiça e reprovação de suas contas pela Câmara do município. O Tribunal Regional Eleitoral- TRE o manteve inelegível em razão de pagar despesas de hospedagem para autoridades que foram participar do concurso Miss Mato Grosso na cidade.

Caso confirmada a derrota no STF, Primavera do Leste deverá passar por novas eleições suplementares. O segundo colocado no pleito de 2016, Paulo Bersch -PMDB, obteve pouco mais de 10 mil votos.