11 de Jan. de 2019 às 08:15

Criminosos invadem transportadora e trocam tiros com a Rotam, 3 foram baleados

O caso foi registrado na madrugada desta sexta-feira (11). A Polícia Militar conseguiu prender 6 dos suspeitos.

Cuiabá, MT - Daffiny Delgado

Reprodução

Uma transportadora foi alvo de criminosos na madrugada desta sexta-feira (11), onde três dos suspeitos acabaram sendo baleados, durante um confronto com a Polícia Militar, no Distrito Industrial, em Cuiabá.

As informações são de que pelo menos 10 homens armados invadiram a empresa Transete, situada na Rua O por volta da meia-noite. Os suspeitos presos foram identificados como N.T.G.M., A.V.E.S.S., M.C.N., G.H.I., N.S.N., e L.V.C.S.

Militares do 24° Batalhão, durante rondas na região avistou um veículo Logan, onde o condutor ao perceber a aproximação da polícia, abandonou o carro e fugiu em direção a uma região de mata.

No veículo, foi encontrado alguns materiais com a logomarca da transportadora Transete. Em seguida, militares da Rondas Ostensivas Táticas Metropolitanas (Rotam), em apoio foram até a sede da empresa.

Quando chegaram no local, avistaram um veículo Ford KA prata, com seis homens. Estes, ao perceber a aproximação da polícia fugiram, dando início a uma perseguição.

Durante a fuga, os criminosos chegaram a pontar as armas para os policiais da Rotam, que reagiram atirando contra os suspeitos.

Ainda assim, os criminosos seguiram em fuga, em alta velocidade. Algum tempo depois, os assaltantes acabaram abandonando o veículo e saíram correndo, mas acabaram sendo presos.

Foi constatado que três deles, sendo N.S.N., M.C.N., G.H.O., haviam sido alvejados, com a troca de tiros. Os três baleados foram encaminhados ao Pronto Socorro da Capital.

Com os suspeitos, foram apreendidas duas armas, sendo um revólver calibre 38 e um fuzil falso.

De acordo com a polícia, a suspeita é de que o bando tinham como objetivo levar um caminhão carregado com agrotóxicos e vacinas de animais.

Segundo o boletim de ocorrência, A.V.E.S.S., estava sendo monitorado por tornozeleira eletrônica. Os seis suspeitos – que não tiveram suas identidades divulgadas foram levados para a Central de Flagrantes.