8 de Dez. de 2016 às 14:53

Falências em Mato Grosso sobem 211% em 2016

Os números são do Serasa Experian, que mostram somente em novembro um total de cinco falências decretadas

Gazeta MT

O volume de falências decretadas em Mato Grosso, em 2016, teve um aumento de 211% impulsionado pela falta de recursos para honrar com seus compromissos. De janeiro a novembro 28 falências foram decretadas no Estado, volume este superior as nove no período em 2014 e até mesmo as 15 constatadas em 2014. Os números são do Serasa Experian, que mostram somente em novembro um total de cinco falências decretadas. Segundo especialistas, as empresas enfrentam cada vez mais dificuldades em se manter diante a escassez de crédito e falta de capital de giro. 

As falências requeridas em 2016 somaram até novembro um total de cinco pedidos, de acordo com o Serasa Experian. Abaixo das seis solicitadas em 2015, porém acima das duas falências requeridas em 2014. 

Já em termos de pedidos de recuperação judicial requeridos o Serasa aponta um decréscimo de 136 para 85 de um ano para o outro. Porém, ao se analisar o período de janeiro a novembro de 2014, quando 34 recuperações judiciais foram requeridas, verifica-se aumento em 2016. 

Quanto as recuperações judiciais deferidas a retração no comparativo de 2016 com 2015 foi de 132 para 81, entretanto acima das 32 de 2014. 

A crise econômica pela qual Mato Grosso e o Brasil passam desde 2014 é o principal motivo para tais resultados. A situação tem dificultado o acesso ao crédito e reduzido o poder de compra dos consumidores, além de elevar o desemprego.