10 de Julho de 2019 às 13:43

Santa Casa deverá ser reaberta na segunda quinzena deste mês com a presença do ministro da Saúde

o Governo já investiu, aproximadamente R$ 2 milhões nas obras de recuperação da Santa Casa.

De Cuiabá-Sabryna Carvalho (com assessoria)

O Hospital Estadual Santa Casa, que está fechado desde o dia 11 de março deste ano por causa de uma dívida superior a R$ 118 milhões, chegou a fase final de uma readequação e reforma predial para reestabelecer os atendimentos da unidade. No início de maio, o governo assumiu a administração da Santa Casa e garantiu que até o final de junho o hospital estaria de portas abertas para a população. Apesar do atraso, o secretário de Estado de Saúde, Gilberto Figueiredo garantiu que as readequações chegaram na etapa final e o encerramento dos procedimentos estruturais da unidade é para o dia 18 de julho. A partir de então, o hospital poderá ser inaugurado.

O secretário avalizou ainda, que as Unidades de Terapia Intensiva (UTIs), já estarão com 100% da sua capacidade em operação e a unidade contará com 242 leitos. O gestor afirmou que "além de tudo aquilo que já era previsto para ser feito na área da alta complexidade, serão realizadas em torno de 180 cirurgias por mês, de média e baixa complexidade".

Foto: Assessoria

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, estará presente na solenidade de abertura da unidade. E após a inauguração, é necessário um prazo de dois dias para cumprir os procedimentos de desinfecção.

"Nós aguardamos o governador agendar uma data com o ministro, pois ele faz questão de estar presente quando nós reabrirmos as portas. A partir do dia 18, nós estaremos em condições de fazer a inauguração e, após dois dias do evento, iremos colocar a unidade em funcionamento. Precisamos deste tempo para desinfecção de áreas estratégicas, como é o caso do Centro Cirúrgico e da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para começar a receber os primeiros pacientes".

Depois da conclusão dos procedimentos, o hospital iniciará suas atividades com atendimentos cirúrgicos, oncológicos e nefrológicos. A equipe de regulação do Estado já iniciou o processo de planejamento para realização das primeiras cirurgias.

Readequações

Para realizar os trabalhos de readequação na estrutura, como pintura, troca de piso, manutenção do telhado, manutenção elétrica e hidráulica, o Governo já investiu, aproximadamente R$ 2 milhões. Foram repaginadas as alas das UTIs, da pediatria, da cozinha, da recepção e da administração.

O hospital contará com 10 leitos de UTI pediátrica, 10 leitos de UTI adulto, 10 leitos de UTI neonatal, 33 leitos de pediatria clínica, 27 leitos de pediatria cirúrgica e 22 leitos exclusivos para o Pronto-Atendimento Infantil. Apenas o setor pediátrico engloba 101 leitos da unidade - isto é, a pediatria abrange mais de 40% da totalidade de leitos do Hospital Estadual Santa Casa.