4 de Dez. de 2018 às 17:22

STF autoriza investigação contra Wellington Fagundes por caixa 2

A decisão foi dada pelo ministro Edson Fachin e atendeu pedido da Procuradora-Geral da República, Raquel Dodge

Gazeta MT

O Supremo Tribunal Federal (STF) autorizou a abertura de um inquérito policial para investigar o senador por Mato Grosso, Welington Fagundes (PR), e outros nove parlamentares pela suspeita de uso de caixa 2 em campanha eleitoral, que é dinheiro não contabilizado oficialmente e investidos no período eleitoral. A decisão foi dada pelo ministro Edson Fachin e atendeu pedido da Procuradora-Geral da República, Raquel Dodge.

As investigações são pautadas com base no depoimento de empresários do grupo J&F, que administra a JBS Friboi e firmaram acordo de colaboração com a Justiça em troca de redução de pena e até anistia dos crimes cometidos.

A Procuradoria Geral da República solicitou ao STF que as investigações contra os dez parlamentares permaneçam na corte e que sejam autuadas como petições autônomas para a continuidade das investigações.

Também são investigados pela suspeita de caixa 2 em campanha eleitoral os seguintes parlamentares: Paulo Teixeira (PT-SP), Alceu Moreira (MDB-RS), Jerônimo Goergen (PP-RS), Zé Silva (SD-MG) e Marcelo Castro (MDB-PI) e contra os senadores Ciro Nogueira (PP-PI), Renan Calheiros (MDB-AL), Eduardo Braga (MDB-AM) e Onyx Lorenzoni (DEM-RS), este último anunciado como futuro ministro da Casa Civil no governo do presidente eleito Jair Bolsonaro.