3 de Abril de 2017 às 08:22

Banco do Brasil anuncia R$ 3 bi para incrementar a economia

Recurso do FCO deve movimentar empresários de todos os setores em Mato Grosso

Cláudia Bouvie

O Banco do Brasil anunciou o aumento do recurso disponível para financiamento para empresários, pecuaristas e agricultores por meio do Fundo Constitucional de Financiamento de Centro Oeste (FCO), que oferece para Mato Grosso este ano R$ 3 bilhões.

O anúncio foi feito durante um encontro com os possíveis tomadores do recurso e o superintendente do Banco do Brasil em Mato Grosso, Sothero Sierra, aproveitou para apresentar os números que proporcionaram esse acréscimo no investimento para o Estrado. "Enquanto colhemos uma supersafra e apresentamos um potencial de crescimento de 4,4% e o restante do país se mantém em 0,5%, mostramos que o empresariado mato-grossense necessita de incentivo para continuar crescendo", disse o superintendente.Superintendente do BB/MT com o empresário Raul Amaral, a questão é se os juros baixarem como ficam os contratos? Foto: Luan Dourado/GazetaMT

Para o agroempresário Raul Amaral, o impasse está na questão do juro que é proposto. "Tomar dinheiro via essa nova linha de crédito pode até ser vantajoso agora. A 11% ao ano. A questão é que existe a perspectiva de redução dessas taxas até julho deste ano, aí, queremos saber se quando a queda se concretizar teremos revisão dos contratos firmados neste momento", alerta o empresário.

Para os participantes do encontro, apesar das dúvidas quanto a possibilidade de redução do custo financeiro, o dinheiro vem em boa hora. O empresário Rodrigo de Souza, proprietário de uma panificadora aproveitou e já assinou a contratualização do financiamento para a construção da nova sede do empreendimento. Para ele esta é a oportunidade de crescer, gerar mais emprego e também se fortalecer no mercado. "Meu projeto de ampliação estrutural envolve uma meta, um sonho de mais tempo. A questão era recurso de financiamento que valesse a pena. Agora chegou a hora", disse Rodrigo.Rodrigo de Souza vai investir na panificadora e disse que o dinheiro veio em boa hora. Foto Luan Dourado/GazetaMT

Outra novidade apresentada foi a parceria do Banco com o Sebrae. "para este programa de incentivo a investimentos, temos como parceiro o Sebrae que disponibiliza um consultor para a elaboração e análise de projetos. A consultoria para correntistas do Banco do Brasil não terá custo. Esta é mais uma maneira de incrementar a economia", reforça Sothero Sierra.

A nova linha de crédito via FCO já está disponível e a prioridade do Banco do Brasil é contemplar empresários que apresentem projetos de incremento de negócios ou mesmo implantação de novos empreendimentos. "Acreditamos que em Mato Grosso o recurso disponível fique distribuído entre comércio, indústria e serviços com 50% e ou outros 50% sejam investidos no agronegócio", finalizou o superintendente do Banco do Brasil.