12 de Set. de 2019 às 09:49

Estiagem causa desabastecimento de água em Rondonópolis

Gazeta MT

A forte estiagem que se abateu este ano sobre o estado de Mato Grosso tem provocado a baixa no nível dos rios e até das águas subterrâneas, o que por sua vez provoca dificuldades para a manutenção dos serviços de fornecimento de água para a população. Sem chuvas há mais de quatro meses, a umidade do ar está baixíssima, o que aliado ao forte calor aumenta em muito o consumo de água, o que piora ainda mais a situação.

Por conta desse quadro, muitos bairros da cidade estão ficando sem o líquido precioso, já que devido à escassez de água típica desse período do ano, o Sanear, empresa responsável pelo abastecimento de água em Rondonópolis é obrigado a fazer um rodízio, cortando o fornecimento de água em alguns bairros para poder abastecer outros.

Até aí, tudo normal, afinal se trata de um fenômeno natural típico desse período do ano a diminuição do nível dos rios e das águas subterrâneas e contra isso o homem nada pode fazer, a não ser torcer para que as chuvas voltem logo e normalizem a situação.

Mas, por outro lado, é justamente para oferecer uma solução para situações como essa que os cidadãos e cidadãs pagam seus impostos e elegem seus gestores, pois se tudo corresse às mil maravilhas durante todos os períodos do ano, para que precisaríamos de prefeitos, governadores e até de presidentes da República? Não estamos dizendo que seja problema exclusivo dessa atual gestão municipal, já que o problema já vem de outros anos, mas é dessa gestão que a população tem que cobrar a solução.

Então, apesar de compreender a questão, o Buxixo entende que a falta d'água se deve mais à falta de planejamento e ações preventivas e que aumentem o volume da captação de água do que propriamente à natureza. Afinal, se o volume captado nesse período é insuficiente para a população, que se aumente o volume captado, para se evitar o transtorno e o sofrimento da população. Dinheiro para isso não falta...