6 de Set. de 2017 às 16:21

Viana cai e Léo Bortolin toma posse como novo prefeito de Primavera do Leste

Interino pregou união, parceria com a Câmara e o engajamento de todos os segmentos organizados

Assessoria

"Humanizar a administração, priorizar setores como educação, saúde e assistência social, que são áreas vulneráveis, além de prosseguir com ações que estão dando certo e buscar estratégias para corrigir o que for necessário". Foi com essas palavras que Léo Bortolin (PMDB) falou a imprensa após assumir a prefeitura de Primavera do Leste, na tarde desta terça-feira (6). O parlamentar ainda transmitiu segurança de não haver nenhum prejuízo a população nessa mudança.

Léo, que foi eleito vereador mais votado, pela segunda vez consecutiva, lembrou que nunca disputou o cargo de prefeito: "através da confiança dos meus colegas fui eleito presidente da Câmara; assumi o comando do município por força de Lei focando exclusivamente no desenvolvimento de Primavera".

Quanto à festa com início marcado para hoje à noite (06) - Prima Fest Show - Léo Bortolin assegurou que a programação será mantida e a Prefeitura respeitará todos os acordos para que ninguém sofra prejuízo. "O interesse do município está acima das questões judiciais, nós todos somos Primavera", ressalta.

Apoio

O presidente da Câmara Miley Alves (PV), entende que esse momento exige esforço de cada cidadão e, principalmente dos Poderes constituídos e, "como vereador vou me esforçar para que esse momento seja o mais sereno possível".

Já para o parlamentar Luís Costa (PR) "este é um momento de muita responsabilidade, mas enquanto representante da população, vou fazer o possível para trabalhar em conjunto com o Executivo Municipal", salientou.

O vereador Carlinhos instrutor (PSD) também manifestou o apoio. "A população espera que tudo seja superado com uma administração voltada para os interesses populares, priorizando o coletivo sempre, buscando ir ao encontro dos anseios da sociedade. E é isso que vamos fazer", afirmou.

Elton Baraldi, vereador pelo (PMDB) diz que essa decisão muda o rumo do município, além de toda responsabilidade é um tempo de cautela para que a população não tenha nenhum prejuízo nas ações públicas e, "confio no Leo, no seu espírito público e estaremos juntos - Câmara e Prefeitura em prol do município".