9 de Março de 2014 às 22:27

União não consegue vencer o Ceov e também dá adeus ao mato-grossense

Colorado saiu atrás no marcado e com um a menos conseguiu o empate, mas a reação parou ai

EMERSON DOURADO

Na tarde noite deste domingo(9), o União se despediu do campeonato estadual ao empatar em 1 a 1 com o Operário de Várzea Grande, no estádio Luthero Lopes.O time visitante saiu na frente em cobrança de pênalti de kal, o Colorado mostrou poder de reação com um a menos e empatou a partida com Daniel, mas a reação parou por ai e o CEOV comemorou a classificação em pleno Luthero.Com o Tricolor de Várzea Grande havia vencido o primeiro jogo por 1 a 0,  no resultado agregado o CEOV levou a vaga.

O JOGO

A partida começou bem disputada no meio campo e as equipes cautelosas pouco apareciam no ataque com perigo, a primeira chance mais concreta saiu dos pés de Ferreira, aos 12 minutos,  que chutou de longe e assustou Walisson.

O CEOV respondeu aos 21 minutos, com o atacante Marcou que livre entre os zagueiros bateu forte e Perereca espalmou para escanteio.Aos 30 minutos, o lateral Vanderlei que apoiava bastante sentiu a coxa direita e foi substituído por Wesly.

O Operario chegou novamente na cobrança de falta de Kal e  Perereca deu rebote, o atacante Marcão bateu de primeira e a bola passou raspando a trave direita.

Zagueiro Kal comemora gol com os companheirossNa volta do intervalo, uma das torres do Luthero Lopes se apagou e o arbitro Marcelo dos Santos esperou por quase 25 minutos para dar início a segunda etapa. Mas 10 minutos depois, novamente a torre de iluminação apagou e desta vez o arbitro deu sequencia na partida.

Depois do apagão, o CEOV voltou melhor e aos 18 minutos, no lançamento de Pretinho para Roni em velocidade, o volante Douglas Pitbul agarrou o atacante dentro da área e Marcelodos Santos marcou pênalti e expulsou o jogador Colorado.

Mesmo com toda catimba de Heverton Perereca, o zagueiro Kal bateu firme no canto baixo direito  e abriu o placar para o time visitante. Agora o União precisava fazer 2 gols para provocar as penalidade e com um a menos em campo.

Depois do gol, o União se lançou ao ataque de forma quase suicida, o Operário recuou para aproveitar os contra ataques. Mas que conseguir  fazer o gol foi o União, aos 39 minutos, na cobrança de escanteio pela esquerda de Anaílson, a zaga do Operário na afastou e Daniel na marca do pênalti concluiu sem defesa para Walisson.

Com o empate, o time Colorado empolgou com a força das arquibancadas e aos 40 minutos, o União reclamou pênalti em Daniel depois da entrada do goleiro Walisson, o arbitro Marcelo dos Santos apenas deu escanteio.O Operário suportou a pressão final e saiu de Rondonópolis, com a vaga na semifinal contra o Luverdense, já o União reclamou bastante na saída de campo contra o arbitro do jogo, Marcelo dos Santos.