3 de Maio de 2018 às 07:50

Empresário de Rondonópolis é preso em operação contra sonegação fiscal

Também foram alvos da Operação Crédito Podre II, empresários das cidades de Cuiabá (MT), Campo Verde (MT), Primavera do Leste, Sorriso (MT)

Redação

Um empresário de Rondonópolis (MT) foi preso pela Delegacia de Delegacia Especializada de Crimes Fazendários e Contra a Administração Pública (Defaz), na manhã desta quinta-feira (3), suspeito de fazer parte de um grupo que chegou a sonegar mais de R$ 140 milhões em Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS). Também foram alvos da Operação Crédito Podre II, empresários das cidades de Cuiabá (MT), Campo Verde (MT), Primavera do Leste, Sorriso (MT) e Várzea Grande (MT), além de servidores da Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz).

De acordo com a Polícia Civil, mais de um bilhão de grãos saíram de Mato Grosso sem o devido recolhimento do ICMS. Um prejuízo estimado em R$ 143 milhões, entre os anos de 2012 a 2017.

A primeira fase da operação, desenvolvida em conjunto com a Sefaz, foi deflagrada em dezembro do ano passado. O esquema envolveu 30 empresas de fachadas ou fantasmas, com objetivo de promover a sonegação de impostos.

Todos responderão por crimes de organização criminosa, falsidade ideológica, falsificação de documentos, uso de documento falso, uso indevido de selo público e sonegação fiscal.