17 de Out. de 2018 às 15:45

Jovem é preso acusado de matar dono de chácara durante roubo

Redação com assessoria PJC/MT

Materiais apreendidos e recuperados pela polícia. (Foto: divulgação PJC/MT)Magno Luiz de Azevedo, 19, foi preso em uma ação conjunta das Polícias Civil e Militar, na manhã desta quarta-feira (17), na região rural de Itiquira (MT), suspeito de matar a tiros o proprietário de uma chácara do município durante um assalto. O corpo de José Antônio da Silva, de 55 anos, foi localizado coberto com galhos de árvores com um tiro na nuca.

Conforme a Polícia Civil, o crime aconteceu no final da manhã de terça-feira (16), na propriedade de José Antônio. A vítima foi rendida enquanto andava de trator pela chácara. Durante a ação criminosa, foram roubados televisores, motosserra e uma espingarda de pressão.

Após o assalto, José Antônio foi levado, juntamente com os pertences, em um veículo Fiat Uno de cor branca.  Logo que acionados, os policiais iniciaram as investigações para apurar a ocorrência de roubo e desaparecimento da vítima. Horas mais tarde, o automóvel utilizado no crime foi localizado com vários pertences no interior dele.

Nas diligências, os policiais descobriram que o veículo pertencia ao pai do suspeito, que questionado, disse ter emprestado o carro para o filho realizar uma mudança. Com base na informação, as equipes passaram a noite em campana para levantar o possível paradeiro do jovem e localização de José Antônio.

Ao amanhecer, uma pessoa compareceu na Delegacia de Polícia de Itiquira para registrar o furto de sua motocicleta Honda Fan 125, ocorrido na madrugada. O fato levantou suspeita dos investigadores, que desconfiaram que o autor do furto poderia ser Magno, com objetivo de empreender fuga.

Em continuidade as diligências, os policiais seguiram até um assentamento e, na via de acesso, se depararam com o suspeito pilotando a motocicleta furtada. Ao perceber a aproximação da equipe ele tentou escapar, porém, foi detido.

Perguntado sobre a vítima, Magno confessou que matou José Antônio a tiros na região dos eucaliptos. O acusado levou os policiais até o corpo da vítima, que estava coberto com galhos de árvores com um tiro na nuca.

Na casa de Magno, foi apreendida uma espingarda calibre 36 carregada com um cartucho intacto, além da espingarda de pressão e uma roçadeira, roubadas da propriedade agrícola.

Conduzido à delegacia, o suspeito foi preso em flagrante pelos crimes de roubo seguido de morte e furto. Após confecção dos autos, Magno Luiz de Azevedo foi colocado à disposição da Justiça.