13 de Out. de 2017 às 07:50

Thiago Silva defende revisão da taxa de coleta do lixo e aplicação de tarifa social

O decreto precisa ser revisto levando em consideração cada situação

Redação com assessoria

O vereador Thiago Silva usou a tribuna da Câmara, na última quarta-feira (11), para defender a revisão da taxa de coleta do lixo em Rondonópolis (MT). Segundo o parlamentar a revisão deve ser feita levando em consideração o levantamento de custo dos serviços para revisão e aplicação de uma tarifa social. "Defendemos que a população seja esclarecida sobre a cobrança e que seja revisado os valores cobrados, conforme levantamento dos custos da estrutura e do contrato firmado com a empresa responsável pela coleta do lixo, estamos sugerindo também que seja aplicado uma tarifa social sobre o serviços," conclui.

O parlamentar reclamou ainda na sessão da Câmara a forma como foi aplicado a taxa. "O Sanear emitiu uma taxa sem saber qual a metragem de construção dos imóveis e das empresas, temos o exemplo de igrejas que usam apenas o salão durante um ou dois dias por semana, e receberam uma conta altíssima. O decreto precisa ser revisto levando em consideração cada situação," enfatizou Silva.

O parlamentar defendeu que seja feito alguma ação de incentivo as empresas e imóveis que fazerem a coleta seletiva na cidade. "Precisamos criar mecanismos de incentivo para ampliarmos para 100% a coleta seletiva no município. Em outras cidades do País foram implantados incentivos para população aderir ao programa de reciclável do lixo, mais para isso o poder público precisa criar mecanismos que incentivem a população a aderir o programa de coleta seletiva" destacou Thiago.