14 de Out. de 2019 às 23:00

Em defesa ecológica das águas do rio vermelho

Gazeta MT

Visto que a sociedade humana que têm por seus guias como seus administradores públicos, todos têm de evitar ter baixa consciência ecológica para evitar mau uso dos recursos naturais da terra e tudo quê nela existe; dados de graça pelo CRIADOR (DEUS) YAHUH (em hebraico), à todos nós.

Dentre êles, já temos visto a injustiça ecológica de ter muita terra para engorda de bois, em nome de um só dono; porquê elê tem preguiça de usar a tecnologia ecológica para engordar bois, em menor quantidade de terras; Êle comete tanta injustiça ecológica do ambiental em suas terras, pois mais de 80% delas se tornaram em verdadeiro deserto, pois não se vê sequer um pé de árvore, nem um fio verde de braquiara brotando no imenso deserto de suas terras.

Também, a floresta, tipo amazônica que Deus YAHUH (em hebraico) plantou e cuidou para dar de graça para os brasileiros, já estão sendo maldosamente usadas de queimadas para as consumir.

Mas o destaque aqui é em relação as águas dos rios, em especial, as do Rio Vermelho.

Visto que sem a água, ninguém vive; no entant,o o que está acontecendo é o de que, as suas águas estão poluídas de fezes

humanas e dejetos hospitalares, razão pela qual a tarifa da conta da água ser muito cara, por nos obrigar a confiar nos serviços de filtração e tratamentos. Isso significa que a culpa de tanta poluição das águas do Rio Vermelho está na má tecnologia dos banheiros dos moradores urbanos; com a suposição de quê, as fétidas "fezes" humanas são os únicos tipos de fezes que não servem para nada, senão para serem lançadas, por meio dos seus enormes e esgotos para as águas do rio o que têm de suportá-las redundando em poluição.

Se águas do Rio Vermelho falassem, elas dariam um dramático grito: "Parem de jogar suas fezes para cima de mim!"

Ora, caso houvesse uma tecnologia de banheiro que transformasse as fezes em carvão, os quais poderiam serem lançados no lixo ou na terra, sem nenhum dano ecológico, significaria a consciência ecológica elevada e correta em favor ecológico das águas do Rio Vermelho!

Isso significa que daqui prá frente todos devem contribuir para tornar em carvão suas próprias fezes, incluindo as dos grossos esgotos finais.

De repente, alguém possa até descobrir que o carvão tem alguma utilidade: a força antiecológica das fezes são tão fortes que elas merecem mesmo é irem para o fogo.

No entanto, o que acontece é de que não há menor consciência ecológica de quê todos os rios têm direito ecológico

de um justo de serem protegidos de poluição, pela administração pública!

A tecnologia do carvão tem uma temperatura, que não só a cozinha mais torra tudo o que é de nocivo, de físico, químico biológico e doentio, existentes nas fezes humanas; que os tratamentos químicos dos esgotos finais não são capazes de eliminá-los, redundando em poluição das águas do Rio Vermelho!

Por isso, escrever sobre consciência ecológica é para vencer de fato a poluição das águas do Rio Vermelho, de modo que você possa também até cantar e dançar: "Eu louvo ao Senhor pelas águas puras do nosso apaixonado Rio Vermelho nas terras urbanas de Rondonópolis!!!"

 

Texto de: Maria da Conceição Rodrigues - Aposentada

 

AVISO: As opiniões aqui apresentadas não correspondem com a opinião editorial deste veículo.