12 de Junho de 2019 às 14:33

Câmara de Cuiabá convoca secretário e empresários de concessionárias para tratar sobre a greve

Além disso, pretendem debater pontos da licitação do transporte coletivo, que teve o edital lançado recentemente pela Prefeitura da Capital.

De Cuiabá-Sabryna Carvalho (com assessoria)

Os Vereadores de Cuiabá cobram uma explicação sobre a paralisação dos motoristas do transporte coletivo da Capital e convocaram os representantes das empresas concessionárias do transporte público da Capital Pantanal Transporte, Integração Transporte e Caribus Transportes e o secretário de Mobilidade Urbana Antenor Figueiredo, através de dois requerimentos aprovados por unanimidade na sessão da última terça-feira (11), na Câmara dos Vereadores.

Conforme o requerimento, de autoria do vereador Diego Guimarães (Progressista), todos devem comparecer na sessão desta quinta-feira (13). A intenção é esclarecer as questões relacionadas ao pagamento dos motoristas de ônibus, que paralisaram as atividades durante a última segunda-feira (10) como forma de protesto, e já anunciaram que irão fazer nova paralisação nesta sexta-feira (14), mas desta vez em apoio a greve geral que tem como a principal pauta a contrariedade da reforma da previdência.

Além disso, pretendem debater pontos da licitação do transporte coletivo, que teve o edital lançado recentemente pela Prefeitura da Capital. 

"A convocação é necessária para que a discussão seja frutífera e acarrete em soluções adequadas ao transporte público municipal", pontuou Guimarães. O parlamentar vem apontando supostas irregularidades no edital de licitação. "Há anos denunciamos as precariedades dos ônibus, pontos, terminais e serviços de mobilidade de Cuiabá, problemas que podem ser resolvidos na próxima licitação, desde que ela seja feita de maneira correta. O edital de licitação divulgado pela Prefeitura está cheio de erros, irregularidades, além de vícios, que já apontamos como o valor pré-estabelecido da tarifa sem as rotas definidas", enfatiza o vereador.

 

O presidente do Parlamento Municipal, vereador Misael Galvão (PSB) enfatizou a importância de o Legislativo participar deste debate, tendo em vista que trata-se de um serviço público que atinge boa parte da população cuiabana.

"Estamos cumprindo o nosso papel, não iremos nos furtar de participar deste debate. Vamos nos inteirar ouvindo todas as partes e buscar soluções para que os usuários não sejam prejudicados", finalizou o socialista.