30 de Out. de 2018 às 16:02

Mauro Mendes articula investimentos de R$ 169 milhões na saúde

Governador eleito firmou acordo com deputados e senadores e prega união em 4 anos

Rafael Costa - de Cuiabá

Antes mesmo de tomar posse no Palácio Paiaguás, o governador eleito por Mato Grosso se deslocou até Brasília para, em atuação conjunta com a bancada federal, viabilizar emendas parlamentares que representarão investimentos de R$ 169 milhões para o Estado.

As emendas parlamentares são deste ano, mas serão repassadas somente em 2019, quando Jair Bolsonaro, presidente da República eleito em segundo turno no domingo (28) já estará a frente do Palácio do Planalto.

Para definição do investimento prioritário na saúde pública, Mauro Mendes manteve diálogo com oito parlamentares e três senadores da República que representam Mato Grosso no Congresso Nacional.

A conversa foi considerada produtiva e com resultados favoráveis ao Estado, na avaliação de Mendes.

 "Tivemos uma excelente reunião com os deputados federais de Mato Grosso, senadores. E fizemos aqui uma definição da emenda impositiva de bancada no valor de R$ 169 milhões. Esse recurso, no próximo ano, será destinado exclusivamente para o custeio e ajudar na Saúde de Mato Grosso", explicou em um vídeo divulgado logo após o encontro em uma de suas redes sociais.

Demonstrando habilidade política, Mendes ainda revelou que firmou consenso com os parlamentares para que R$ 88 milhões dos cofres do Estado seja investido de acordo com a indicação de cada parlamentar. 

 "Em contrapartida, o Estado vai fazer um investimento de R$ 88 milhões, sendo R$ 8 milhões para cada deputado e cada senador, para que esse dinheiro seja investido na infraestrutura da Saúde e de outras áreas a serem definidas por esses parlamentares", disse.

Após a reunião considerada extremamente positiva, Mendes enalteceu a parceria e ressaltou que planeja assim permanecer nos próximos quatro anos.

"Quero agradecer aqui a toda bancada do nosso Estado. Aos oito deputados federais, aos três senadores, que participaram, que aprovaram, e que neste momento estão dando uma grande contribuição para ajudar Mato Grosso neste momento muito difícil. Muito obrigado à bancada e vamos continuar aqui trabalhando nos próximos quatro anos", completou.