9 de Fev. de 2018 às 07:05

Obras de pavimentação no centro de Rondonópolis têm que ser feitas de dia

O trabalho é fundamental para garantir uma vida útil mais longa para a pavimentação já antiga

Redação com assessoria

As obras de revitalização de pavimentação asfáltica das principais ruas e avenidas do centro de Rondonópolis (MT) são fundamentais para garantir uma vida útil mais longa para a pavimentação já antiga. Porém como toda obra pode trazer alguns transtornos para quem mora, tem comércios ou trafega pelas vias, mas a preocupação da Prefeitura é que o incômodo seja o menor possível e trabalha de forma acelerada sem deixar de prezar pela qualidade do serviço realizado.

O engenheiro civil da empresa Amil, Roberto Carlos Martins Junior, explica que vem buscando sinalizar as vias com o intuito de informar corretamente os cidadãos sobre os locais de realização das obras. Contudo, ele alerta que as obras não poderiam ser feitas no período noturno.

A primeira razão é a oscilação da energia elétrica que ocorre a noite em função do maior consumo dos cidadãos, o que não permite o funcionamento adequado a usina. O segundo empecilho está na iluminação insuficiente à noite, o que poderia gerar falhas na execução da pavimentação. "É preciso muita claridade para realizar um serviço de qualidade. O que não temos à noite", explica o engenheiro.

A Prefeitura está investindo R$ 10,7 milhões de recursos próprios na revitalização da região central. Serão recuperados 17,4 quilômetros em 13 vias. Para proteger a base e sub-base do asfalto antigo, são aplicados na via CBUQ de cinco centímetros de espessura.

Segundo a secretária municipal de Infraestrutura, Nívia Calzolari, o CBUQ propiciará a proteção do pavimento antigo, garantindo maior vida útil ao mesmo, pois protege as camadas de base e subase, especialmente de infiltrações.

"A capa de rolamento da pavimentação do centro, em várias vias, já estava envelhecida e oxidada, o que ocasionava o aparecimento de trincas e buracos. Então, a alternativa nestes casos, é a aplicação do CBUQ de cinco centímetros de espessura", explica.

Estão sendo revitalizadas as ruas Arnaldo Estevão e José Barriga e as avenidas Fernando Correa da Costa, Bandeirantes, Frei Servácio, Dom Wunibaldo, João Ponce de Arruda, Tiradentes, Rui Barbosa, Marechal Dutra, Cuiabá, Amazonas e Marechal Rondon.

A secretária ressalta ainda que aguarda a liberação de uma emenda do senador José Medeiros para incluir ainda no projeto, dentro dos limites estabelecidos em lei, a recuperação da pavimentação das ruas Dom Pedro II e Rio Branco, bem como da avenida Lions Internacional.