29 de Abril de 2019 às 16:14

Técnicos do Ministério da Saúde vistoriam e se impressionam com o HMC

Gazeta MT

O Hospital Municipal de Cuiabá (HMC) Dr. Leony Palma de Carvalho foi vistoriado na sexta-feira (26) por equipes do Ministério da Saúde (MS). A ação faz parte da rotina do órgão federal para a liberação de recursos, dentre eles o custeio de pouco mais de R$ 48 milhões, assinado pelo ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, durante a entrega dos 90 leitos, ocorrido na última segunda-feira (22). 

O coordenador-geral de Atenção Hospitalar do Ministério da Saúde, Rafael Leandro de Mendonça explicou que a missão da visita técnica foi analisar a capacidade instalada do hospital, bem como os serviços que já foram colocados em funcionamento.

"Viemos para acompanhar a entrega da parte final das obras e funcionamento das etapas que já estão atendendo à população. Este é um procedimento padrão do Ministério da Saúde e o faremos até a entrega total do HMC. Ou seja, voltaremos em outros momentos para avaliar a qualidade do serviço ofertado, pontualmente à medida em que as etapas forem sendo entregues", explicou. 

Além de um vasto registro fotográfico, a comitiva também colheu informações técnicas, operacionais e conversou com pacientes e funcionários. Os dados, que conforme relatou o coordenador do MS, impressionaram positivamente, servirão de subsídios para a confecção de relatórios e culminarão na liberação de recursos para o que chamou de maior hospital público de Mato Grosso. 

"Saímos daqui extremamente satisfeitos com o trabalho que está sendo realizado para servir o povo mato-grossense. Isso porque, sem dúvida, este hospital será um importante ganho para o SUS - Sistema Único de Saúde, não apenas de Cuiabá, mas de todo o estado que busca atendimento aqui. Além de ser fator primordial que impacta diretamente na liberação dos recursos já definidos pelo MS, a excelente impressão de tudo o que analisamos oferta segurança e respaldo para que possamos buscar a viabilização de mais ajuda financeira. Com toda certeza, Cuiabá continuará contando com o nosso apoio. Auxiliaremos no que for possível para entregarmos o mais rápido possível esse importante hospital à população SUS", concluiu ressaltando o mesmo impacto positivo sobre o Hospital Municipal São Benedito - ao qual também visitou as dependências. 

Para o prefeito Emanuel Pinheiro, a satisfação do MS é um termômetro sobre o que a população pode esperar da abertura total do HMC. 

"Não é por acaso que estamos dizendo que o HMC marca a virada de página da saúde pública da Capital. Modificamos o projeto que era para ser apenas o novo Pronto Socorro e o transformamos no maior complexo hospitalar de Mato Grosso.  Além disso, o equipamos com o mais moderno parque tecnológico do mercado visando atendimentos cada vez mais eficazes e humanizados. É o que já estão recebendo os pacientes que há uma semana estão sendo atendidos nas enfermarias do HMC. Ele ainda não está funcionando com o chamado 'portas abertas', essa previsão é para a terceira etapa que acontecerá no próximo mês, mas, por meio das observações da equipe do MS, a população poderá ter a exata dimensão do que será o HMC e o quão bem atendidos serão os que buscarem nossos serviços na Capital", enfatizou.