14 de Março de 2019 às 09:43

No Senado, “gastão” W.F. gasta quatro vezes menos que Thiago Silva na AL

Gazeta MT

É curiosa a cifra dos gastos parlamentares deste início de 2019. Ontem, esta coluna citou o deputado estadual com base em Rondonópolis, Thiago Silva -MDB, que rapou em fevereiro quase que todos os R$ 65 mil aos quais dispõe a título de verba indenizatória. Devolveu aos cofres míseros R$ 4,20.

Eis que hoje o Portal da Transparência trouxe interessante comparativo. No Senado, em Brasília, capital Federal e política do país, o senador mato-grossense Wellington Fagundes -PR gastou R$ 15.376,18 de sua cota para exercício da atividade parlamentar. E é ele o maior "gastão" da bancada de MT no Senado.

Só para constar Selma Arruda -PSL usou R$ 8.099,88 de sua verba e Jaime Campos -DEM não passou de R$ 5.789,91.

Reafirma-se: é curioso. Deputado estadual gastando somente em verba indenizatória QUATRO VEZES mais que Senador da República? É duro de engolir.

Há o que explique, mas jamais o que justifique tal farra!

Em tempo: A ALMT é a que dispõe que maior regalia indenizatória em todo o Brasil. R$ 65 mil por mês para cada deputado estadual.

Em tempo 2: Thiago Silva foi, em fevereiro, o quinto maior "gastão" da ALMT. Quem lidera a lista é Valdir Barranco -PT.