29 de Abril de 2019 às 16:12

Prefeitura estende ‘Vacinação das Américas’ em Cuiabá e convoca população para ir aos postos até 04

Gazeta MT

Em Cuiabá, o prefeito Emanuel Pinheiro decidiu estender a 17ª Vacinação das Américas até o próximo sábado (04). A mobilização, que é para atualizar os calendários de vacinação da população de forma integrada entre os países das Américas foi lançada pelo ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, na capital mato-grossense, na semana passada.

O encerramento da 17ª Vacinação das Américas estava programada para a última sexta-feira (26). Entretanto, considerando que o objetivo da Vacinação das Américas é a erradicação de doenças como o sarampo e rubéola, que já haviam sido extintas, mas, pela baixa cobertura vacinal, voltou a circular em algumas regiões, Pinheiro decidiu prolongar a estratégia até 04 de maio - quando acontecerá a mobilização nacional 'Dia D contra a Influenza'.

"Prorrogamos até o 'Dia D' para que a população tenha mais tempo para vir aos postos atualizar a caderneta de vacinação. Com a extensão do prazo, além de ofertarmos mais respeito e humanização a quem não pôde buscar o serviço até então, ainda contribuímos para aumentar a cobertura vacinal que está baixa em todos os municípios do estado, como pontuou o ministro Mandetta, durante a abertura da campanha no início", enfatizou Pinheiro.

De acordo com a Diretora de Atenção Básica, Mirian Naschenveng, toda a rede de Atenção Básica do município está abastecida com as doses aguardando a população. "A partir do pedido do prefeito, nós reforçamos o abastecimento em todos os Centros de Saúde e unidades do Programa Saúde da Família (PSF) do município, incluindo as da zona rural (exceto as que estão em reformas). Lembrando que estamos em plena campanha de vacinação contra a Influenza. Por isso, montamos uma grande logística para comportarmos as duas campanhas. Estamos preparados para receber quem virá para a campanha das Américas e também os grupos prioritários, inclusive no Dia D contra a Influenza", pontuou a diretora.

NOVIDADE INFLUENZA

Segundo o Ministério da Saúde, a vacina previne contra três tipos de influenza: Influenza A H1N1, Influenza A H3N2 e Influenza B.

A Capital segue a estratégia usada em todo o país, que pretende imunizar 90% dos grupos tidos como prioritários e de risco onde estão inseridos os idosos, gestantes, crianças com idades entre seis meses a menores de 05 anos, trabalhadores da saúde, professores, povos indígenas, puérperas (mulheres cujo parto ocorreu há até 45 dias) adolescentes e adultos privados de liberdade. A definição do público alvo segue critérios da Organização Mundial de Saúde (OMS) e de estudos epidemiológicos. Entretanto, neste ano, o presidente da República, Jair Bolsonaro solicitou a inserção do público militar. Dessa forma, os que se enquadrarem no grupo prioritário devem buscar a imunização até 31 de maio.