11 de Jan. de 2018 às 13:12

OAB de Mato Grosso planeja cursos da Unemat ofertados a reeducandos

Disciplinas seriam promovidas nas unidades prisionais. Discussões começaram ontem na capital do Estado

Gazeta MT

Reeducandos do Sistema Penitenciário do Estado passarão por uma triagem para, em condições, fazerem cursos de nível superior - licenciatura, bacharelado e tecnólogo - ofertados pela Universidade Estadual de Mato Grosso (Unemat). A formatação da iniciativa começou na manhã desta quarta-feira (10), durante uma reunião com a presença de representantes da Ordem dos Advogados do Brasil - Seccional Mato Grosso (OAB-MT) e demais entidades envolvidas, na sede da instituição de ensino.

Os cursos serão ofertados nas unidades prisionais de Mato Grosso depois que a Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh), por meio da Secretaria Adjunta de Administração Penitenciária, realizar um levantamento em todas elas dos presos que têm condições de fazer uma faculdade. O processo de triagem inicia nesta semana e o resultado deve ser repassado aos demais envolvidos na iniciativa no próximo dia 19, quando acontece a segunda reunião do grupo.

Também são parceiros na proposta a Escola Superior de Advocacia de Mato Grosso (ESA-MT), a própria Unemat e a Fundação Nova Chance, instituição responsável por oportunizar trabalho e estudo à população carcerária do Estado, além da Sejudh.

"Esse foi um primeiro encontro e virão as próximas reuniões, mas já deu certo. Agora, a Sejudh vai fazer um levantamento em todas as unidades de Mato Grosso para saber qual é essa demanda. Os reeducandos que se enquadrarem vão se candidatar aos cursos ofertados pela Unemat, depois que o perfil deles for repassado ao Poder Judiciário e ao Ministério Público para que avaliem conjuntamente a situação", esclareceu o vice-presidente da OAB-MT, Flávio Ferreira, que participou do encontro. Também integram o grupo as comissões de Direito Carcerário e Responsabilidade Social e Cultura da Ordem.