9 de Fev. de 2018 às 14:45

Medeiros defende demissão da presidente do Ibama por travar obras da BR-242

“Se eu fosse do governo federal, eu tirava essa presidente imediatamente”, disse ontem o senador

Gazeta MT

Durante discurso nesta quinta-feira (08), o senador José Medeiros (Pode-MT) defendeu a demissão da presidente do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente (Ibama), Suely Guimarães de Araújo, alegando dificuldades impostas pelo órgão no licenciamento de projetos importantes para o país. Ele citou o caso da BR-242 em Mato Grosso que não sai do papel há oito anos, mesmo o projeto tendo sido aprovado pelo órgão ambiental estadual.. Ela, lamentavelmente, está travando o estado de Mato Grosso e está travando o Brasil", enfatizou.

Segundo Medeiros, isso aconteceu porque, o Ministério Público e o Ibama questionaram a competência do órgão estadual para a emissão do estudo de impacto ambiental. Para que o processo não se estendesse, conforme disse o senador, a Advocacia-Geral da União (AGU) firmou um acordo com o Ibama e o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) para acabar com o impasse. No entanto, conforme afirmou o senador, com a demora do processo, o Ibama agora exigiu um outro estudo de impacto ambiental como condição para liberar o projeto. "Nós lutamos, derrubamos um governo, trocamos as pessoas achando que iria destravar, e entra lá uma pior do que a outra que lá estava", declarou.

Medeiros lamentou ainda os prejuízos sofridos pelo município mato-grossense de Guiratinga, onde a produção de manganês está sendo comprada "a preço de brita" por empresas de Minas Gerais. Segundo o senador, se nada for feito, o município continuará sendo lesado pelos próximos anos. O senador informou que o secretário da Fazenda do estado de Mato Grosso já foi avisado, mas o assunto não progrediu. Ele sugeriu ao prefeito que não permita mais a venda de manganês para outro estado a preço abaixo do que realmente vale. "Eu estou querendo só que Guiratinga receba o seu quinhão. Os empresários de Minas são grandes empresários, não precisam explorar um pequeno município do interior do Mato Grosso pra se dar bem", afirmou.

Nova Mutum

Ainda durante sua fala, o senador registrou que a cidade de Nova Mutum, na região central do Mato Grosso conta com um centro de atendimento à primeira infância de alto nível. Ele informou que, como presidente da Frente Parlamentar Mista da Primeira Infância, participou de cursos no Brasil e no exterior sobre o tema. Medeiros também foi aos Estados Unidos e ao México visitar centros de referência de cuidados com a criança. De acordo com o senador, a unidade de Nova Mutum é melhor do que as do exterior em termos de estrutura física. O senador também informou que a Prefeitura de Nova Mutum construiu um núcleo urbano e instalou uma subprefeitura no assentamento Pontal do Marape. Ele pediu ao Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária que agilize a regularização fundiária do local, pois os moradores já teriam cumprido as exigências para receber a titulação das terras.