11 de Junho de 2019 às 15:00

Cidade de Pedra entrega aviso prévio a quase 150 funcionários

Sem intervenção do Poder Público, empresa não descarta encerrar atividades no dai 30 de junho

De Rondonópolis - Robson Morais

O recente aumento do subsídio à empresa Cidade de Pedra, prestadora do serviço de transporte coletivo em Rondonópolis, não evitou que quase 150 funcionários da empresa recebessem aviso prévio nesta semana. Sem contrato (vencido desde 2014) junto ao município, o histórico da atuação segue marcado por precariedade e crise nas finanças.

Desde ontem, 10, mais este drama. Até o dia 30 de junho, a previsão da empresa é encerrar as atividades no município, deixando usuários desatendidos e colaboradores sem emprego. O Sindicato dos Transportes Terrestres de Rondonópolis acompanha com a empresa as negociações dos direitos trabalhistas.

Em fevereiro, última reunião entre representantes da Cidade de Pedra e administração municipal, um acordo firmado previa aumento no reembolso do chamado passe-livre. O valor subiu de 0,38% para 0,50% por passagem.

Nos números, cerca de 12 mil pessoas/dia utilizam o transporte coletivo em Rondonópolis. Boa parte destes beneficiários de isenção recompensada pelo poder municipal.

Licitação

Desde 2016, dois anos pós o vencimento do contrato, três processos licitatórios para concessão já foram realizados, sendo dois na atual gestão. Todas acabaram desertas, ou seja, sem o interesse de nenhuma empresa em assumir a concessão.

"Diante da situação, a prefeitura formou uma Comissão de Transporte que definiu que deveriam ser feitas mudanças no edital da licitação com o objetivo de atrair empresas na próxima licitação", informou mais cedo a Prefeitura em nota à imprensa da capital do Estado. O Executivo municipal trabalha, ainda, na confecção de um novo edital a partir de estudos sobre a realidade atual do transporte público na cidade para lançar uma licitação. Não há uma data definida.

A reportagem tentou entrar em contato com a empresa Cidade de Pedra, mas não obtivemos retorno até a publicação.