21 de Julho de 2018 às 07:00

Pai e filho presos por manterem local de desmanche de veículos

Os suspeitos Claudemir Alves Teixeira, 61, e o filho dele Rafael Felipe Pimentel Teixeira, 20, foram preso

Redação com assessoria PJC/MT

Pai e filho foram presos na cidade de Várzea Grande (MT), em uma ação integrada da Polícia Judiciária Civil, por meio da Delegacia Especializada de Repressão a Roubos e Furtos de Veículos Automotores (Derrfva) com a Polícia Militar, via o 2ª Comando Regional, na última quinta-feira (19), que desarticulou um desmanche de veículos.

Os suspeitos Claudemir Alves Teixeira, 61, e o filho dele Rafael Felipe Pimentel Teixeira, 20, foram presos no Bairro Costa Verde por crimes de furto qualificado concurso de pessoa, receptação, adulteração de veículos e associação criminosa.

No local foram apreendidos um veículo Dodge Dakota branco, uma S10 preta adulterada, três motocicletas, mais de 50 documentos de carros, alguns com queixa de roubo, quatro motores de caminhonetes, ferramentas de desmanches e pinagem de veículos, peças e partes de veículos, chaves michas, mostruário de joias e semijoias, rádios comunicadores e outros.

O trabalho iniciou após a comunicação do furto de uma caminhonete F 1000, em Várzea Grande. No levantamento, os policiais identificaram que uma caminhonete Dodge Dakota branca dava apoio, que foi identificada por imagens recolhidas na redondeza.

Os policiais também verificaram que o proprietário do veículo era Claudemir Alves Teixeira e solicitou apoio operacional de outras unidades para localizar o veículo do apoio assim como a caminhonete furtada.

A Polícia Militar avistou a caminhonete de apoio, que já estava cadastrada no sistema de segurança, e iniciou perseguição, conseguindo abordar o veículo Dodge Dakota, próximo ao Batalhão Militar. Na direção do veículo estava Claudemir, que faz uso de tornozeleira, e é também conhecido da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos de Veículos, por ter sido preso em 2017, em situação semelhante.

No local, questionado, o suspeito acabou admitindo que teria dado apoio ao furto, mas se recusou a informar o autor. "Nossa equipe já vinha procurando essa Dakota e emparelhou junto com a Polícia Militar, dando continuidade às diligências, seguindo até a casa de Claudemir no bairro Costa Verde", disse o delegado, Marcelo Martins Torhacs.

Os policiais chegaram até o imóvel de muros altos e terreno amplo, onde encontraram Rafael Felipe Pimentel (filho de Claudemir), que em tentativa de escapar se escondeu dentro de uma caixa d'água, demonstrando saber que a ali havia produtos ilícitos.

 "Ao ingressar no imóvel, os policiais se surpreenderam com vasta quantidade de materiais objetos de crimes", contou o delegado.

Rafael também foi autuado em flagrante e revelou que o pai está associado uma pessoa de nome, Josemar Macedo. Ele indicou a equipe o local de residência do suspeito, no Bairro Três Barras, local onde foram apreendidos outros materiais, como placas de uma caminhonete F1000, documentos de veículos, chaves de veículos, um pedaço de chapa de chassi, mais ferramentas de adulteração. Na garagem da casa havia uma S10, que foi checada e descoberta adulteração nos vidros, motor e chassi.

A caminhonete F1000, cujas placas estavam na casa no bairro Três Barras foi localizada em Várzea Grande.

Os dois foram encaminhados a audiência de custódia em Cuiabá. Claudemir Alves tem condenações por receptação e adulteração de sinal identificador. O filho, Rafael Felipe Pimentel Teixeira¸ já foi preso anteriormente junto com o pai e responde por delitos da mesma natureza.