19 de Ago. de 2018 às 07:00

Em MT existem 36 mil processos de violência doméstica em trâmite no Tribunal de Justiça

Ainda segundo o TJMT existem 255 ações de casos de feminicídio sob investigação, além de 18 mil medidas protetivas em curso.

Gazeta MT

Dados do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT), divulgados na quarta-feira (15), apontam que existem 36,6 mil processos de violência doméstica em tramitação no estado. Ainda segundo o TJMT existem 255 ações de casos de feminicídio sob investigação, além de 18 mil medidas protetivas em curso.

A desembargadora Maria Erotides Kneip, coordenadora estadual do núcleo da mulher em situação de violência doméstica e familiar (Cemulher), diz que os números são altos porque as denúncias também aumentaram.

Segundo ela, antes da aprovação e execução efetiva da Lei Maria da Penha, os registros eram menores, porque a mulher não era amparada.

"Antes da Lei, a mulher registrava um boletim de ocorrência e voltava para casa onde estava o agressor, correndo o risco de ser agredida novamente", disse.

De acordo com a desembargadora, a Lei se tornou um instrumento importante para garantir a defesa das mulheres e as medidas protetivas são instrumentos criados para proteger a integridade física das vítimas.

O TJMT apresentou um medidor de violência doméstica criado pelo Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB), o "violentômetro", que aponta os vários níveis de violência contra a mulher, para que a vítima possa identificar de que forma as agressões podem começar.