10 de Abril de 2018 às 07:52

Cuidar da aparência não é exclusividade feminina

Gazeta MT

Quando você olha para o espelho, as marcas do tempo te incomodam? Cuidar da aparência não é exclusividade feminina e a aplicação a toxina botulínica em homens traz benefícios temporários que ajudam muito no dia-a-dia.

Desde os anos 2000, a Toxina Botulínica é um dos procedimentos mais frequentes em todo o mundo e ainda é a ótima opção para quem deseja se livrar das rugas e outras marcas de expressão, independente do sexo. Hoje os homens já são 30% dos pacientes que recorrem a toxina botulínica para uma aparência mais rejuvenescida.

Além dos efeitos estéticos, que afetam diretamente a autoestima, a aplicação de toxina botulínica em homens também pode ter outros efeitos positivos, como a redução da frequência de enxaquecas, parar a contração do músculo das mandíbulas enquanto dorme (bruxismo) e diminuir a transpiração exagerada (hiperidrose).

Todos esses benefícios podem ser alcançados com pouco risco, levando em consideração que a aplicação não tem muitas contra-indicações. Além disso, é um procedimento simples e que, quando feito de forma responsável por um cirurgião plástico qualificado e de confiança, não costuma apresentar grandes efeitos colaterais.

O procedimento é rápido e não exige que o paciente fique de repouso. Por ser um produto que faz efeito com o decorrer dos dias, após a aplicação, já é possível trabalhar normalmente, seguindo algumas poucas recomendações básicas.

Vale lembrar que com as novas técnicas que retardam o envelhecimento, é possível ter uma aspecto mais jovial com as orientações certas e com profissionais sérios e habilitados. Por isso, é importante passar por uma consulta com um cirurgião plástico para que ele veja qual a sua real necessidade.

Beatriz Formighieri é cirurgiã plástica com especialização em Cirurgia de Contorno Corporal Pós Obesidade, pelo Conjunto Hospitalar do Mandaqui (Sp) com Fellow em Cirurgia de Contorno Corporal Pós Obesidade pela Universidade da Califórnia (USA). Possui ainda, pós graduação em Cosmiatria pela FMABC (Sp).

AVISO: As opiniões aqui apresentadas não correspondem com a opinião editorial deste veículo.