8 de Jan. de 2018 às 15:29

Fim de semana de ministro tem “visita do amigo senador José Medeiros”

Gazeta MT

Foto: Rede Social

Em sua página oficial em uma rede social, o senador licenciado e atual ministro da Agricultura, Blairo Maggi -PP, divulgou encontro com o senador mato-grossense José Medeiros. Os amigos são prováveis nomes importantes no processo eleitoral de 2018.

Medeiros quer se eleger ao Senado. Assumiu a cadeira deixada pelo atual governador do Estado, Pedro Taques -PSDB. Tentará, desta vez, cravar posição pelo voto. Para isso, saiu do PSD e migrou em busca de mais espaço. Atualmente, é cacique do Podemos no Estado de Mato Grosso.

Ainda sobre o senador, conseguiu a notoriedade que almejava nos últimos dos anos, embarcado na estratégia anti-petista no Senado. Assumiu o front em algumas das mais acaloradas discussões na Casa, embate contra o grupo que sofreu com a queda da então presidente da República Dilma Rousseff -PT.

Blairo Maggi chegou ao ministério também após o processo que mingou o Partido dos Trabalhadores. Braço aliado do atual presidente Michel Temer, figura como um dos mais fortes e influentes membros no mais alto escalão do atual governo. Sofreu abalos recentes, alvo da Operação Malebolge, da Polícia Federal, e da Operação Carne Fraca. Chegou a cogitar entregar o cargo. Temer não deixou.

Como nome forte que é, ser político apadrinhado por Maggi é mais que meio caminho andado. O ministro pode, por exemplo, articular filiação do atual deputado federal Adilton Sachetti e lança-lo à vice-governadoria em 2018, na chapa encabeçada pelo ex-prefeito de Cuiabá, Mauro Mendes, de malas prontas para o DEM.

Sobre candidatura, Maggi já externou intenção de seguir no Senado. Para Medeiros, também há espaço, mas é preciso correr atrás, sabendo que terá concorrência forte enviada de outro grupo. O momento é o de articular, mesmo nos encontros informais de fim de semana.