4 de Março de 2018 às 07:00

Polícia deve concluir mais de 700 inquéritos de violência doméstica

Atendimento será de 5 a 9 de março, na Arena Pantanal, em Cuiabá

Gazeta MT

Uma equipe de delegados, escrivães e investigadores vai integrar o mutirão da campanha "Justiça Pela Paz em Casa", promovido pelo Tribunal de Justiça e parceiros, na semana de 5 a 9 de março, das 08h às 18h, na Arena Pantanal. A ação é um esforço concentrado para finalização de procedimentos e processos em andamento na Justiça, de casos de violência doméstica e familiar contra a mulher. O mutirão será no Setor Leste da Arena, portões F e G, no 3º andar.

A Polícia Judiciária Civil, por meio dos trabalhos da Delegacia Especializada de Defesa da Mulher (DEDM) de Cuiabá, tem a meta de concluir entre 700 a 1.000 inquéritos. Está prevista a entrega de 500 intimações para realização no local e de 500 interrogatórios de agressores e depoimentos de vítimas e testemunhas.

Durante toda a semana, 92 servidores da Polícia Civil (11 delegados, 37 escrivães e 44 investigadores), cedidos de delegacias ligadas às Diretorias Metropolitana e de Atividades Especiais, vão trabalhar nos procedimentos oriundos de demanda da DEDM de Cuiabá.

"Esse é um trabalho conjunto de vários órgãos de combate a violência doméstica, em comemoração ao dia da mulher", disse o delegado regional de Cuiabá, Cley Celestino Batista.

A titular da Delegacia da Mulher, Jozirlethe Magalhães Criveletto, disse que no local serão feitos pedidos de medidas protetivas, boletins de ocorrências, requisição de perícias e atendimento sócio-jurídico geral as mulheres vítimas de violência doméstica

"Em um momento que assistimos com grande tristeza o aumento no número de feminicídios em Mato Grosso, é de crucial a importância que tenhamos ações como essa, onde observamos o engajamento de vários setores que atuam no enfrentamento à violência contra a mulher, com o propósito de dar celeridade e efetividade aos procedimentos como forma de prevenção quando a ocorrência do último estágio de violência, que é o feminicídio", disse. 

Conforme a delegada, além dos trabalhos na Arena, a DEDM permanece com os atendimentos no endereço da unidade, na Avenida Joaquim Murtinho, em Cuiabá.  

Durante os dias do mutirão, paraticiparão do trabalhos juízes, promotores,  defensores, delegados e demais policiais civis, advogados, policiais militares, psicólogos, assistentes sociais e outros profissionais.

Encabeçado pela Cemulher, o mutirão é realizado pelo Tribunal de Justiça, Corregedoria-Geral da Justiça, Governo do Estado, Polícia Militar, Polícia Civil, Defensoria Pública, Ministério Público, OAB-MT, Prefeitura de Cuiabá e Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos (Nupemec).

Paz em Casa

A ação integra a campanha "Justiça pela Paz em Casa", mobilização promovida pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) desde 2015 como um esforço concentrado de julgamento de casos de violência doméstica e familiar contra as mulheres é realizada pelos 27 tribunais de justiça. Destinada à promoção de uma melhor prestação jurisdicional, a campanha é de caráter contínuo, sendo um chamado aos tribunais de justiça para trabalhar durante todo ano pelo enfrentamento à violência contra as mulheres.