10 de Jan. de 2018 às 13:20

Pátio adiantou em entrevista como pensa em conduzir a sedução eleitoral dos candidatos em 2018

Gazeta MT

No final de 2016, após vencer a eleição, o prefeito de Rondonópolis, José Carlos do Pátio -SD teve que correr contra o tempo para extinguir a tese de que não conseguiria governar, em 2017, por falta de apoio político. Foi à Brasília, buscou apoio também no Estado. Em 2018, ano eleitoral, é chegada a hora de retribuir.

Assim reconheceu o próprio chefe do Executivo municipal. Em entrevista ao site GazetaMT, nesta semana, lembrou o apoio recebido e confirmou abrir as portas para as campanhas políticas que se iniciarão neste ano eleitoral.

O feito conseguido, ainda no final de 2016, foi inédito. Promoveu consenso entre os oito deputados federais e os três senadores de Mato Grosso, conseguiu aliança forte junto ao governador Pedro Taques -PSDB. No fim, muito graças às Emendas parlamentares recebidas, conseguiu governar. Pátio foi um verdadeiro peregrino em busca de recursos. Conseguiu.

Na referida entrevista, o prefeito resumiu: "preciso ser um estadista". "Da minha parte, terei que tratar muito bem todos os candidatos que passarem por Rondonópolis. As forças políticas me ajudaram muito. Fiquei gratificado com a união dos oito deputados federais e dos três senadores, em Brasília, para buscar recursos para esta cidade. Decidiram colocar metade da emenda coletiva voltada para Rondonópolis. Isso nunca havia acontecido, uma cidade do interior recebendo metade da emenda coletiva. Houve consenso. Também não posso negar a parceria com o governador Pedro Taques, que nos ajudou muito e conduziu obras, como a duplicação da Avenida Rio Branco e a conclusão das obras no córrego canivete. Agora estamos discutindo as obras da ponte da W11. Enfim, vou ter que ter sensibilidade com toda a classe política, em reposta ao apoio que me foi dado. Não farei rejeição, o prefeito terá de ser um estadista, olhando todos com respeito, porque estão todos com bons olhos para Rondonópolis".

Rondonópolis, é sabido, deverá ser muito visitada pelos candidatos em campanha. Município importante, polo econômico da região Sul do Estado, terá grande peso nas urnas. Há, ainda, prováveis candidatos da casa. O senador Wellington Fagundes, se confirmar candidatura ao Governo, é um deles. José Medeiros, que buscará cadeira no Senado, é outro. Blairo Maggi, também provável concorrente ao Senado, mais outro.

Além destes, o governador Pedro Taques, repetindo o rito de 2017, deverá marcar presença forte por estas bandas em 2018, de olho no projeto de reeleição ao Governo. Por último, os candidatos já atuantes neste município, como os vereadores que deverão se lançar a deputados estaduais. Buxixo adiantou o assunto na última semana.

Será interessante observar, neste processo, o "estadista", Zé do Pátio.