12 de Ago. de 2019 às 14:55

Câmara realiza audiência pública para debater “Cota Zero”

Intitulado de “Cota Zero”, a proposta dispõe, dentre outras coisas, a proibição do abate e do transporte do pescado nos próximos cinco anos.

Gazeta MT

A Câmara Municipal de Cuiabá realiza nesta quarta-feira, dia 14, uma audiência pública para debater o projeto de lei nº 668/2019, que prevê mudanças na Política Estadual de Desenvolvimento Sustentável da Pesca e regula as atividades pesqueiras.
Intitulado de "Cota Zero", a proposta dispõe, dentre outras coisas, a proibição do abate e do transporte do pescado nos próximos cinco anos em Mato Grosso.
Representantes dos pescadores e dos lojistas de caça e pesca no Estado, acredita que a audiência é um meio de ouvir a todos sobre as mudanças que serão promovidas com a implantação deste projeto.
"Nós vamos levar o número máximo de pescadores e esperando a participação de toda a população também. Pois todos precisam saber o que é este projeto, para o que ele serve e a quem ele vai contentar na verdade. O pescador não está preocupado com o peixe porque tem no rio, é totalmente diferente a visão dele, até porque ele está pressionado e nós precisamos explanar isso. E não existe um lugar melhor para que todos coloquem sua opinião", disse Antônio José da Silva, presidente da Colônia de Pescadores Z-1.
A presidente da Associação de Lojistas da Caça e da Pesca em Mato Grosso, Nilma Silva, também garante a participação do setor na audiência. "Pescadores profissionais, amadores e amantes da pesca estarão reunidos para mostrar para o Governo a nossa luta", enfatizou.
Trabalhadores que vivem da pesca também são convidados a participar da audiência pública e falam sobre a proibição da comercialização e transporte de pesca amadora por cinco anos em MT a partir de 2020. "A Cota Zero para a gente é uma louca, porque peixe no rio tem e muito. Eles têm que fechar dentro do Pantanal", explanou Nilma.