24 de Out. de 2018 às 08:32

Quando colocar prótese de silicone após a retirada da mama?

Gazeta MT

Muitas mulheres após passarem por uma mastectomia que é um procedimento cirúrgico para a remoção de uma ou ambas as mamas ou ainda de forma parcial, com indicação para pessoas diagnosticadas com câncer optam em colocar prótese de silicone para preencher o volume da mama, ou seja, reconstruir a mama e a auto-estima.

Tanto o SUS como os planos de saúde cobrem a cirurgia reparadora, visto que com a retirada das mamas, a mulher sofre uma 'mutilação' por isso é considerada uma cirurgia reparadora.

No caso da paciente optar em fazer pelo plano de saúde ou pelo SUS, tem que estar ciente que não poderá escolher como será a reconstrução da mama. Passará por uma avaliação e se for necessário será colocado uma prótese de silicone para preencher o volume e ficar parecida com a outra mama, ou no tamanho das 2 retiradas.

Se a paciente optar em procurar um cirurgião plástico que não é da rede credenciada de reparação então a paciente poderá optar por tamanho de prótese que deseja colocar.

Mesmo na cirurgia reparadora da rede credenciada como na não credenciada, a cirurgia só será feita, após a mastectomia estar totalmente cicatrizada e ter cessado o tratamento quimioterápico e radioterápico, ou seja,  com  alta do seu oncologista.

Por isso é importante que seja feita uma consulta com um cirurgião plástico com registro na Sociedade Brasileira de Cirurgiã Plástica para que possa te orientar da maneira correta e não comprometa seu tratamento e nem coloque a vida da paciente em risco.

Lembre-se a pressa é inimiga da perfeição, principalmente no caso que se envolve saúde.

 Benedito Figueiredo Junior é cirurgião plástico na Angiodermoplastic. 

 

AVISO: As opiniões aqui apresentadas não correspondem com a opinião editorial deste veículo.